Dunas de Genipabu – Passeio de buggy pelo Litoral Norte de Natal

Uma das coisas que já notei que acontece com as pessoas, é que grande parte não conhece os pontos mais turísticos de sua própria cidade. Eu, como semi-local de Natal, após ter ido à cidade o mesmo número de vezes que tenho de anos de idade, nunca tinha feito o famosíssimo passeio de buggy pelas Dunas de Genipabu.

Já tinha subido as dunas na raça mesmo, partindo da praia, mas não recomendo. rs. Exige um tantinho de preparo físico, e em uma das vezes, cheguei lá em cima passando mal, e por isso, quase deixei por lá meu almoço. =x

Mas esse ano, em parceria com a Marazul Receptivo, finalmente fiz o passeio, e enfim pude compreender perfeitamente sua fama.

Saímos às 08:40 da loja da Marazul. O buggy leva até quatro pessoas, e eu estava com minha irmã, e mais um casal carioca.

Seguimos pela Via Costeira sentido litoral norte. No caminho, o nosso bugueiro foi nos contando algumas curiosidades por onde passávamos. Por exemplo, existe um mito de que Mãe Luiza, que dá nome ao bairro e ao Farol da cidade, foi uma parteira, que morava na região. Mas aparentemente não há provas de que ela realmente tenha existido.

Passamos pelas praias urbanas, e pela Ponte Newton Navarro (que falei mais nesse post), rumo a praia da Redinha.

Lá é onde é feita a primeira parada, caso o grupo se interesse, para visitar o Aquário de Natal. A visita é opcional e paga a parte (R$30,00 inteira), mas nenhum de nós fez questão. Eu já tinha conhecido o aquário em 2015.

Aquário de Natal (2015)

Porém é uma visita interessante, pois conta com uma grande diversidade de espécies de animais, e você pode até tocar nos tubarões. Mas eu dispensei essa experiência. O aquário também serve de apoio para o Projeto Tamar.

Continuamos então pela praia de Santa Rita, e fomos para a Lagoa de Genipabu, através da duna.

A lagoa não é acessível para banho, pois é uma reserva ambiental. Em outra passagem por Natal, visitei a reserva onde tem uma espécie de museu, mas não faz parte desse passeio. Não sei se ainda é possível visitar, pois não encontrei informações atuais.

De cima da duna temos toda a vista da lagoa, onde diversas pessoas fazem as vezes de fotografo, tirando fotos divertidas com seu celular. Você paga o que achar conveniente.

foto criativa desfocada =/

Não espere um ensaio fotográfico elaborado, as fotos são feitas bem rapidamente, pois eles já têm as “manhas” das poses. Mas como são clicadas bem rápido, elas podem ficar ruins. A maioria das minhas ficou desfocada.

Dali então continuamos subindo as dunas, nosso primeiro momento “com emoção”. É preciso mesmo ter muita habilidade com o buggy para realizar aquelas manobras, porque olha! =O

No topo das dunas, com vista para a praia de Genipabu, fizemos uma nova parada, onde há os passeios com dromedários.

Não fizemos, primeiro porque dá dó dos bichinhos, e segundo porque é caríssimo (cerca de R$120,00 para andar 20 minutos).

 

No entanto, eles são extremamente bem cuidados. Nossos colegas de buggy optaram pelo o passeio, e nós ficamos aproveitando bem a vista, que é linda, e fizemos algumas fotos, enquanto esperávamos.

Dunas de Genipabu – Vista do famoso Cartão Postal

O passeio segue descendo a duna, e andando pela praia até chegar à próxima parada. Nesse momento é preciso atravessar uma balsa pelo rio Ceará-Mirim, que leva à praia de Barra do Rio. A balsa é completamente rustica e artesanal, nas espere nada tecnológico. O buggy sobe numa plataforma de madeira, e os rapazes da balsa remam até a outra margem. Lá acontece o encontro do mar com o rio.

Balsa do Rio Ceará-Mirim

Passamos pela praia de Graçandu, e seguimos para a Lagoa de Pitangui. A lagoa parece estar localizada no meio do deserto. Mas contem uma ótima infraestrutura, com banheiros, restaurante, bar e até lojinhas.

Ficamos um tempo aproveitando a tranquilidade, antes de irmos para as Dunas Douradas. Lá foram gravadas cenas das novelas Caminho das Índias e O Clone.

Lagoa de Pitangui

Essas dunas me lembraram ligeiramente o Valle de la Luna, no Atacama.

Após mais uma dose de emoção subindo e descendo as dunas móveis, paramos em um mirante com vista para a praia de Pitangui. Que lugar maravilhoso!!

Continuamos para a Lagoa de Jacumã, famosa pelas brincadeiras de eski-bunda, aero-bunda e kamikaze. Só fomos no eski-bunda, onde você desce a duna sentado em uma pranchinha de madeira, e termina na lagoa, e no aero-bunda, que tem a mesma ideia, mas o trajeto é percorrido em uma espécie de tirolesa, que você vai sentado. É super divertido, e baratinho. As brincadeiras custam R$14,00 (valor não incluso no passeio).

aero-bunda

eski-bunda

De lá fomos almoçar na praia de Porto-Mirim, no Restaurante Miramar, com opções de self-service, à la carte, e petiscos.

Depois ficamos um tempinho lá aproveitando a praia, de onde seguimos para o fim do nosso passeio, em uma passada rápida na praia de Muriú.

Voltamos pela praia até a Redinha, atravessamos a ponte e retornamos pela Via Costeira, até Ponta Negra, já com o sol começando a se despedir.

pôr do sol na Praia de Genipabu

Eu e minha irmã amamos o passeio, e enfim tivemos a oportunidade de conhecer essas maravilhosidades que só ouvíamos os amigos turistas falarem.

Informações do passeio Litoral Norte + Dunas de Genipabu:

Acontece diariamente, e há transporte de ida e volta do hotel nas regiões de Ponta Negra, Via Costeira e Praia do Meio. Caso não esteja hospedado nessas localidades, a saída do passeio acontece da loja da Marazul, na Rua Vereador Manoel Sátiro, 75, em frente ao cemitério de Ponta Negra.

Valor do passeio por pessoa: a partir de R$120,00. Podendo variar caso haja o desejo de Buggy exclusivo.

Fotos, aquário, passeio de dromedário, brincadeiras em Jacumã, e almoço são pagos a parte.

Central de Atendimento Marazul Receptivo: (84) 99909-0990

Site: https://marazulreceptivo.com.br/

Thayz Figueiredo

Thayz Figueiredo

Professora de Educação Física e Psicóloga. Gosta das histórias dos lugares e das pessoas. Ama shows de rock, livros e um bom hambúrguer.

More Posts