CONEXÃO RÚSSIA: São Petersburgo, a capital cultural da Rússia

Olá. Dando continuidade na série “Conexão Rússia” e agora de casa nova, o Viajo Amanhã apresenta uma das cidades-sede da Copa do Mundo E da Copa das Confederações, que começou no último sábado, dia 17/06/2017, e teve a cerimônia de abertura nela, a capital dos czares, a linda São Petersburgo!

É bem verdade que a cerimônia de abertura foi um fiasco de público, mas grandiosa, ao estilo russo. A Copa das Confederações sofre com a falta de patrocinadores e com a falta de “craques”. O destaque fica por conta do português Cristiano Ronaldo.

 

 

Fundada em 1703, por Pedro, o Grande, foi capital do Império Russo até 1918, quando Moscou voltou a ser a capital do país. Em 1914 teve o nome mudado para Petrogrado e, em 1924, para Leningrado. Voltou ao nome original após a queda da União Soviética, em 1991.

A cidade, de 4,8 milhões de habitantes é a segunda maior da Rússia, e a quarta maior da Europa.

Para a Copa do Mundo, São Petersburgo está em pé de igualdade com Moscou. As duas cidades são as mais preparadas para receber os turistas e já contam com uma grande infraestrutura de transporte, mapas eletrônicos e guias.

Mas vale lembrar que é bom sair com tudo BEM planejado do Brasil e que não é todo mundo que fala inglês por lá, essa tem sido uma reclamação constante que escuto do pessoal que viajou pra lá há pouco tempo. Vale a pena decorar umas frases e ir atrás de um dicionário português/russo.

A cidade abriga muitos hotéis de luxo, com preços BEM salgados. Por isso, para a Copa, a Câmera Municipal aprovou um plano especial para construção de dezenas de unidades hoteleiras com preços mais acessíveis.

Mas a gente gosta mesmo é de conhecer os lugares mais interessantes né? Então vamos lá!

O que fazer em São Petesburgo:

São Petersburgo foi, até agora, a cidade mais fácil de achar e colher informações. Justamente por ser a quarta maior cidade européia e um centro cultural importantíssimo.

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

Nada melhor que começar com o Hermitage!

Museu Hermitage: É um dos maiores museus de arte do mundo, e em sua coleção é possível encontrar todas as épocas e estilos. O museu começou como uma coleção particular da imperatriz Catarina II, em 1764, e atualmente conta com um acervo de 3 milhões de peças!!! De acordo com o site “Vamos para Rússia” é importante comprar ingresso antecipadamente, já que as filas costumam ser enormes. O museu funciona de terça a domingo, das 10h30 às 21 horas. (site oficial)

Igreja do Sangue Derramado: Também conhecida como Igreja da Ressurreição, é o cartão postal mais conhecido da cidade. Foi construída em 1881, e após 27 anos de restauração, foi reinaugurada em 1997. Fica aberta das 10h às 18 horas. (site oficial)

Fortaleza de Pedro e Paulo: é a cidadela original de São Petersburgo, fundada em 1703, por Pedro, O Grande. A fortaleza abriga os jazigos dos czares russos, além de edifícios memoráveis. Abre de quinta a terça-feira, das 10 às 18 horas. (site oficial)

Catedral de Santo Isaac: É a maior igreja da cidade e demorou 40 anos para ficar pronta. Foi construída em homenagem ao padroeiro de Pedro, O Grande. No verão, a igreja fica aberta até às 22h30. (site oficial)

Catedral de Nossa Senhora de Kazan: Construída em 1811, foi inspirada no Vaticano. Foi restaurada e reaberta às celebrações religiosas em 1922, com o fim do comunismo. É recomendado às mulheres entrarem com lenço na cabeça, em sinal de respeito. (site oficial)

Fabergé Museum: Inaugurado em novembro de 2013 em homenagem ao joalheiro russo Carl Fabergé, famoso pelos Ovos de Fabergé, feito para os czares e, atualmente, disputados por colecionadores. O museu fica no Palácio Shuvalov, e abre de sábado a quinta-feira, das 10 às 21 horas.

Teatro Mariinsky: Inaugurado em 1783, é palco das grandes óperas e balés russos. (site oficial)

Peterhof: É o palácio de Pedro, O Grande. Conhecido como a “Vesailles russa” pelos jardins, possui cerca de 120 fontes, algumas escondidas. Tem vista para o Golfo da Finlândia e é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO. Abre de terça a domingo, das 10h30 às 18 horas. (site oficial)

Tsarskoye Selo: Ou Palácio de Catarina, serviu como residência de verão dos czares. Fica localizado a 25 km de São Petersburgo. É belíssimo. Abre das 10 às 18 horas. (site oficial)

Palácio Pavlovsk: Presente da Imperatriz Catarina II para o filho Paulo I e Maria Feodorovna, em comemoração ao nascimento do primeiro filho do casal, o futuro czar Alexandre I. Não é tão vistoso quanto os outros palácios, mas igualmente interessante. Abre das 10 às 17 horas.

Já deu pra perceber que tem bastante coisa pra fazer em São Petersburgo além de curtir a Copa né?

Fontes: https://ru2018.org/city/sankt-peterburg-chm-2018.html
http://www.vamospararussia.com.br/sao_petersburgo.html
http://www.viajarpelomundo.com/2012/07/sao-petersburgo-capital-dos-czares.html
http://lalarebelo.com/saopetersburgo/
https://guia.melhoresdestinos.com.br/sao-petersburgo-138-c.html

 

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

Isabella de Vito

Jornalista e profissional de Educação Física. Ama viajar e acompanhar o time de futebol em todos os jogos.

More Posts