CONEXÃO RÚSSIA: Kaliningrado a cidade fora da Rússia

Olá. Preciso confessar que estou adorando escrever sobre as cidades-sede da Copa, e estou seguindo a ordem que elas estão no site oficial.

Mas hoje, ao abrir a internet e fazer a busca básica sobre mais informações e curiosidade da cidade, me deparei com algumas notícias ruins.

Foi a primeira vez que vi mais coisas negativas que positivas sobre a cidade. Mas óbvio que nem por isso vamos deixa-la de fora, e, mesmo com essas coisas negativas, senti muita vontade de conhecer esse lugar, um tanto quanto peculiar.

A cidade é Kaliningrado, e o que a torna TÃO peculiar assim é que ela se localiza fora da Rússia. Isso mesmo, FORA.

Como isso é possível? Vocês devem estar se perguntando. E eu também fiz a mesma pergunta quando estudei sobre ela pela primeira vez.

Ela fica localizada entre a Polônia, Lituânia e o Mar Báltico. É a parte mais ocidental da Rússia e por isso ficou completamente isolada após a queda da União Soviética.

Fundada em 1255 pelos Cavaleiros Teutônicos, na época das Cruzadas, recebeu o nome de Königsberg (montanha do rei). De 1466 a 1656 fez parte da Polônia. Foi também capital da Prússia Oriental, e parte do Império Alemão.
[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

A linda cidade medieval foi duramente bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, quando o Exército Vermelho invadiu a cidade e a batizou de Kaliningrado, em homenagem a Mikhail Kalinin, amigo de Stalin.

As autoridades soviéticas decidiram então simplesmente pavimentar a cidade em cima da destruição. Essa é uma reclamação recorrente, que a cidade é muito cinza, com grandes blocos de apartamentos soviéticos, alguns inutilizados.

A cidade já foi palco de muitos protestos separatistas, mas isso só fez o governo russo aumentar os impostos na região.

O filho famoso de Kaliningrado é o filósofo Immanuel Kant, que nasceu e morreu na cidade, ainda prussiana.

Antes de saber mais sobre a Copa na cidade, acompanha o vídeo da FIFA!

 COPA DO MUNDO 2018

A cidade é uma das mais atrasadas em relação a obras da Copa do Mundo. A arena multimodal pretendia abrigar 45 mil espectadores, mas só terá capacidade para 35 mil.

Além disso, o novo projeto não inclui piscinas e ginásio. Além dos 4 jogos da fase de grupos, cerca de 22 hectares serão preparados para servir de base para seleções.

A expectativa do governador da região é que a Copa do Mundo transforme completamente a cidade, que irá receber mais de 20 complexos hoteleiros, com subsídios governamentais.

O transporte coletivo também será totalmente atualizado, e as casas e prédios em ruas como a Leninsky Prospekt e a Sunny Boulevard terão as fachadas reformadas.

O projeto inicial pretendia recuperar as fachadas de todas as construções, porém isso se provou inviável.

Os russos, assim como muitos brasileiros até a Copa de 2014, se preocupam principalmente com o legado que ficará isolado do resto do país, e de como será o transporte para os turistas.

O QUE FAZER EM KALININGRADO?

Apesar das várias notícias negativas, a cidade tem uma história incrível e algumas atrações bem interessantes, o blog “Diário 1001 Viagens” fez um post bem bacana com várias fotos sobre Kaliningrado.

E aqui, vamos listar os principais pontos. Ah, lembrando que a temperatura média da cidade, no verão (época da Copa), fica entre 15 e 17 graus, e é o suficiente pra todo mundo ir à praia!

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

Principais Atrações:

Avenida Leninsky: Principal avenida da cidade, corta a cidade de norte a sul. Cruza a ponte “Trestle Bridge” sobre o Rio Pregolya, passa pela Catedral Vermelha e chega até a estação de trem.

Estação de trem Hauptbanhof: A gigantesca estação foi construída em 1928, durante a ocupação alemã. Conta com pisos originais em mármore e imensos lustres folheados a ouro. Liga a cidade até a capital Moscou.

Victor Square: Cercada de árvores, shoppings e edifícios. Abriga a Catedral Cristo Salvador, com as cúpulas estilo russo, douradas, que podem ser vistas de vários pontos da cidade.

Circuito turístico e City Gates: Tour pelo passado medieval da cidade, e cada portão abriga um museu. O Dohna Tower Gate abriga o inusitado museu do Âmbar, que guarda a maior peça de âmbar do mundo, com 4,250 kg.

Mas o que chama mesmo a atenção dos visitantes são as gemas com insetos pré-históricos fossilizados, ocorrência natural que inspirou o filme Jurassic Park.

Ilha de Kant: Faz parte do centro histórico, e é cercada por canais naturais do rio Pregolya. Conecta-se a cidade pela Honey Bridge, que guarda milhares de cadeados dos apaixonados. É na Ilha de Kant que fica o cartão postal da cidade, a Catedral Sagrada Família, patrimônio da Humanidade.

Bunker alemão: O histórico bunker, que fica sete metros abaixo do solo, hoje funciona como museu.

Fontes: https://ru2018.org/city/kaliningrad-chm-2018.html
https://www.vice.com/pt_br/article/o-exclave-russo-esquecido-de-kaliningrado
http://www.gazetadopovo.com.br/mundo/cidade-russa-quer-voltar-a-europa-0wjammcv8w07xyglzs12b6l3i
http://www.diario1001viagens.com/kaliningrado.html

 

 

 

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

[hapiness] [https://viajoamanha.com/hapiness-only-real-when-shared/]

Isabella de Vito

Jornalista e profissional de Educação Física. Ama viajar e acompanhar o time de futebol em todos os jogos.

More Posts